Acompanhamento psicológico para pacientes de reprodução assistida é essencial

  • 23/06/2022

Lidar com a frustração de um positivo demorado e até com questões éticas da concepção em reprodução humana são mais fáceis com o apoio profissional de um psicólogo Ao iniciar um programa de reprodução assistida, a maioria dos pacientes encontra-se fragilizado sob o ponto de vista psicológico, principalmente pelo tempo passado em tentativas frustradas de engravidar. Em geral, um casal inicia o tratamento já carregado de frustrações e desapontamentos, de forma ambivalente renovando as esperanças. E com a possibilidade de novas configurações familiares, questões éticas podem estar envolvidas sendo necessário um apoio do especialista. “Ter um filho é como se fosse um prolongamento de si mesmo. É a perpetuação da espécie, do sangue, do nome, dos sonhos. Isto revela o desejo de imortalidade de cada um. Além disso, ter um filho nos remete às nossas origens e identificações primárias com a mãe e com o pai..." "...Dessa forma, quando o homem ou a mulher se depara com a situação inesperada que é o diagnóstico de infertilidade, o ideal é destruído, marcando a existência de ambos. Assim, a crise pode afetar o bem-estar psíquico, interferindo na relação do casal, nas relações familiares e sociais, e, em alguns casos, também o desempenho profissional”, explica a psicóloga Laura Bechara, especialista no assunto, que compõe a equipe da Clínica Nidus Medicina Reprodutiva. O impacto da infertilidade atinge homem e mulher de maneiras distintas. E o processo de fazer um tratamento toca em todas as nossas dimensões, biológicas, emocionais e psico-sociais. Desta forma, é de suma importância que se aborde o paciente, independente de quem for o portador do problema orgânico, especialmente quando envolve tratamento com hormônios, o que pode gerar efeitos que repercutem na sua estrutura psico-emocional. Há também a questão do nível de ansiedade de uma expectativa enorme colocada em torno do desejo de ter um filho. Assim, inicialmente, o intuito do acompanhamento psicológico é de se propiciar um espaço de escuta, onde o casal possa falar da sua história de vida, seus projetos, medos, fantasias, expectativas. Muitas vezes a mulher fica mais pressionada pela cobrança de terceiros, afetada pelo tratamento e até pela autocobrança. Mas apoio psicológico é importante para todos os envolvidos Kempton Vianna Durante o tratamento a mulher se sente exposta de uma forma geral, em decorrência dos procedimentos (medicações, exames). Após a transferência é um período bem delicado, já que se cria uma expectativa grande em relação ao resultado que está próximo. Na última etapa, quando o casal recebe o resultado, tanto negativo como positivo, é importante que sejam discutidas perspectivas futuras ou as particularidades psicológicas de uma gravidez originada de um tratamento de reprodução assistida. “Assim, a proposta do acompanhamento psicológico é oferecer uma estrutura acolhedora ao paciente durante este conturbado momento, que envolve aspectos tanto físicos como psíquicos, financeiros, morais e éticos e também sociais”, analisa Laura. E, dessa forma, ampliar o entendimento do significado da infertilidade, considerando a vivência subjetiva de cada casal, para que os avanços tecnológicos sejam usados em benefício de quem o demanda. Empatia e autoempatia E na jornada de “tentante” (ou “desejante” da gravidez), toda mulher já ouviu frases do tipo: “Relaxa que você engravida” ou até “Por que você não adota? Minha amiga adotou e engravidou”... “Mas como é impossível controlar o que te dizem, o melhor a fazer é filtrar como tudo isso chega até você. E mais do que isso: desenvolver a autoempatia, evitando tomar para si julgamentos e palavras difíceis de engolir”, aconselha Laura Bechara, que ajudou a Nidus Medicina Reprodutiva a criar o Guia da Autoempatia, um e-book montado com base numa pesquisa com tentantes. O material está disponível a todos pelo link https://clinicanidus.com.br/baixe-gratis/ Laura Bechara Divulgação Nidus Medicina Reprodutiva Responsável técnico: Fernanda Polisseni CRM MG 28219

FONTE: https://g1.globo.com/mg/zona-da-mata/especial-publicitario/nidus-medicina-reprodutiva/fertilidade-em-foco/noticia/2022/06/23/acompanhamento-psicologico-para-pacientes-de-reproducao-assistida-e-essencial.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Top 5

top1
1. Abalo Emocional

Luan Santana

top2
2. A Maior Saudade

Henrique e Juliano

top3
3. Chora Que Passa

Trio Parada Dura Ft. Rionegro e Solimões

top4
4. Ferra Minha Vida

Raffa Torres

top5
5. Molhando Volante

Jorge e Mateus

Anunciantes